Fotos Leandro Silva


Apesar da administração passada não ter deixado dinheiro em caixa, novo prefeito de Dourados consegue honrar a maior parte do salário dos servidores municipais

Depois de uma semana de levantamentos financeiros, muita matemática e horas de reunião com a equipe técnica, o prefeito Alan Guedes decidiu fazer o pagamento de 85% da folha dos servidores municipais referente ao mês de dezembro.


Com a decisão, a prefeitura vai pagar o salário integral de 6.730 servidores que ganham até R$ 4,5 mil líquidos. “Pagar a folha de dezembro era uma responsabilidade da gestão anterior.

Mas não podemos analisar o problema apenas do ponto de vista técnico e legal.

São nossos servidores que estão sofrendo com a situação, são pessoas e famílias que dependem desse recurso para honrar seus compromissos”, disse Alan Guedes.


Para pagar os 85% da folha atrasada, a Prefeitura de Dourados vai usar R$ 15.098.062,75 de receita gerada no exercício deste ano. A folha de dezembro deveria ter sido paga no início do mês de janeiro, mas a gestão anterior não fez a previsão orçamentária e não deixou dinheiro em caixa para o pagamento, conforme foi anunciado pelo prefeito Alan Guedes, em entrevista coletiva na semana passada.


A estratégia escolhida agora levou em conta o pagamento da maioria dos servidores. O saldo remanescente a pagar, no valor de R$ 8.883.764,38, será quitado em três parcelas ainda dentro do mês de fevereiro.


Ficou definido que os valores serão depositados na conta dos servidores nos dias 5, 16 e 26 de fevereiro, totalizando R$ 23.981.827,13. Com o escalonamento do restante a prefeitura também ganha fôlego financeiro para honrar encargos trabalhistas e outras obrigações que somam cerca de R$ 15 milhões e que também são referentes à folha de dezembro.


O dinheiro será depositado pela Prefeitura de Dourados nesta quinta-feira (14) e estará liberado no sistema bancário amanhã (15).


Na reunião com a equipe técnica, o prefeito Alan Guedes foi enfático ao destacar que o esforço da atual gestão para honrar e priorizar os salários dos servidores municipais vai comprometer o planejamento financeiro anual de 2021. “Esses recursos poderiam ser usados para investimentos, para limpar a cidade, para melhorar a qualidade de vida das pessoas que vivem em Dourados e pagam seus impostos.

Mas, o mais importante é corrigir as falhas do passado e seguir em frente”, finalizou Alan Guedes.

Veja também

Olá, deixe seu comentário para Alan Guedes quita 85% da folha que Délia não pagou