Fabio Luis citou relatório durante discurso na tribuna da Câmara

Na sessão ordinária desta semana, o vereador Fabio Luis(Republicanos) compartilhou com os colegas da Casa de Leis, uma análise sobre a apreciação de um relatório emitido por auditores da Secretaria Municipal de Saúde em que se avalia a situação da Funsaud (Fundação de Serviços de Saúde de Dourados) durante os anos de 2017 e 2018.

 

O documento, com mais de 300 páginas, foi elaborado com o objetivo de nortear as ações dos então gestores de Saúde do Município no ano passado.

 

Durante discurso na tribuna, o vereador citou alguns pontos descritos no material, importantes para observação da nova gestão, sendo eles: sobrepreço na aquisição de insumos e serviços devido a recorrência de dispensa de licitações, pagamento de despesas sem comprovação fiscal e até contratação de prestadoras de serviços médicos sem registro no Conselho Regional de Medicina.

 

A Funsaud atualmente apresenta um rombo financeiro avaliado em R$70 milhões. É ela quem administra o capital humano, estrutural e financeiro do Hospital da Vida e UPA (Unidade de Pronto Atendimento).

 

"Peço atenção especial dessa gestão, ao prefeito Alan Guedes e ao secretário municipal de Saúde Frederico Weissinger, a este documento, este relatório, feito por funcionários auditores da própria Secretaria Municipal de Saúde.  Aqui já é um caminho para gente começar a ver tudo aquilo que está errado na Funsaud. Seja nas licitações, na sua administração, nas contratações, enfim, no modo de gestão que a fundação exerce nos dias atuais", concluiu o parlamentar.

 

O documento apresentado por Fábio Luis é público e está disponível no Sistema Nacional de Auditoria do SUS (Sistema Único de Saúde).

Veja também

Olá, deixe seu comentário para Fabio Luis destaca relatório de auditores do Município que aponta indicadores de alerta na Funsaud